Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 27/02/2018

 
ALTERNATIVA
Tamanho do texto: A A A A
ALTERNATIVA
27/02/2018

Compartilhar:




Guarda Municipal terá reforço de três novas viaturas 0 Km na sua frota, adquiridas com recursos de emenda parlamentar de Tony Carlos, enquanto deputado estadual

Ame-a ou deixe-a...
Declarações do prefeito Paulo Piau sobre a segurança pública tiveram repercussão altamente negativa nas redes sociais, no fim de semana. Dentre outras coisas, o prefeito perguntou: “quem deixa de vir a Uberaba porque não é uma cidade segura?”. E declarou, em seguida, que “isso não existe”. Arrematou, dizendo: “quem não gosta de Uberaba vá embora daqui. Eu gosto. Eu quero defender essa cidade. Uberaba, segundo as estatísticas da Frente Nacional de Prefeitos, está no pelotão das cidades mais seguras do Brasil”.

A realidade é outra

Certamente as estatísticas da Frente Nacional de Prefeitos precisam ser atualizadas. A violência é, sim, um dos maiores problemas de Uberaba na atualidade. Quem não se recorda da noite de terror vivida pelos uberabenses durante o assalto à sede da Rodoban? Os bandidos alugaram chácara, trouxeram armas pesadas para cá, planejaram tudo com antecedência e a Polícia sequer desconfiou do que poderia acontecer. Aliás, ficou absolutamente impotente para enfrentar os bandidos naquela madrugada. Mais recentemente, o sequestro de Maria Carolina Prata Zago deixou a população novamente em pânico, ao saber que a vítima ficou mais de sete horas nas mãos de sequestradores, trancada no porta-malas do carro. Como acreditar nessa história de que Uberaba está entre as cidades mais seguras do país?

Só dá crime
Quem não tem um ou mais casos de parentes e amigos que tiveram carros furtados ou roubados nos últimos meses? Aliás, o próprio prefeito foi vítima desse tipo de violência. Não é só. O número de homicídios em Uberaba é tão alarmante, que os assassinatos estão se tornando corriqueiros nos noticiários da imprensa local. Casos macabros se multiplicam, como o da cidadã que matou a irmã a facadas e enterrou o corpo no quintal de casa. Se o Jornal da Manhã fosse noticiar todas as ocorrências policiais da véspera encheria suas páginas apenas com crimes. Não dá, portanto, para acreditar que Uberaba esteja entre as cidades mais seguras do país. As estatísticas contrariam a realidade que vivemos.

Zona gelada - Embora a parte burocrática esteja 100% pronta, a Zona de Processamento de Exportação de Uberaba não deslancha. Para o prefeito Paulo Piau, falta “vender” a ideia para viabilizá-la. Ou seja: depende apenas da Prefeitura fazer o dever de casa.

Interesse – Por outro lado, a PMU tem sido procurada por empresas interessadas em formatar o projeto do aeroporto de cargas, no Cinquentão. O projeto será o primeiro passo para apresentar a ideia aos investidores, visando à sua viabilização.

Vai mudar
Voltando à questão da violência, deve ser incluída no projeto de reforma do Plano Diretor da cidade a proibição de instalação de empresas que movimentam grandes somas de valores e bens em áreas residenciais, como no caso da Rodoban. Embora a vizinhança tenha reclamado da inércia da Prefeitura diante da reforma do prédio após o assalto, o prefeito Paulo Piau argumenta que na legislação municipal em vigor não há qualquer dispositivo que impeça a Rodoban de funcionar no local onde está, ainda que coloque em risco a segurança dos moradores do bairro. Só uma lei nova poderá mudar essa situação.

Braços cruzados
A propósito, a Rodoban não tomou qualquer iniciativa até agora no sentido de ressarcir os danos causados aos vizinhos. Há caso de um salão de cabeleireiros que ficou praticamente destruído na explosão. O proprietário, segundo consta, procurou a empresa em busca de ajuda para voltar a trabalhar no salão, mas até agora nada.

Responsabilidade compartilhada
Na entrega das novas viaturas da Guarda Municipal, nessa segunda-feira, Piau discursou dizendo que todos nós devemos cobrar uma posição do governo do Estado com relação à segurança pública. Garantiu que nunca disse que Uberaba é segura, porque não existe nenhuma cidade segura no país. Segundo ele, apenas declarou que as pessoas não deixam de vir pra cá por problemas de insegurança. Por outro lado, ressaltou que já determinou o concurso público e o armamento da Guarda Municipal, assim como prometeu marcar uma audiência com o novo ministro da segurança pública em busca de reforços para Uberaba.

Anastasia de volta?
As articulações continuam intensas para convencer o senador e ex-governador Antonio Anastasia a aceitar disputar o governo de Minas pelo PSDB. Na semana passada, Anastasia conversou longamente com o governador e pré-candidato Geraldo Alckmin. Consta que Anastasia reagiu o quanto pode à ideia, mas sendo convencido de que é peça estratégica para a campanha nacional do PSDB decolar. A pressão deve se intensificar agora, com o “fecha” dos deputados federais e estaduais do PSDB de Minas, que veem no senador a única esperança de brecar a reeleição de Fernando Pimentel, do PT.

Cara de pau

“São 35 horas no ‘Jornal Nacional’ só falando mal de mim. É todo dia, no ‘Hora 1’, no ‘Bom Dia Brasil’, no jornal da tarde, da noite, no louro da Ana (Maria) Braga. Até esse louro fala mal de mim, ou seja, é no café, no almoço e na janta”, disse Lula durante as comemorações dos 38 anos do PT em Minas. É velha tática do ex-presidente de achar um bode expiatório para suas mazelas. Antes era perseguido pelo juiz Sérgio Moro. Agora é vítima da Rede Globo. Esse cara não tem conserto mesmo...







San Marco - 20jun
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Na sua opinio, como deveriam ficar os direitos polticos de parlamentares presos?





JM FORUM
A Lei Seca completou dez anos em junho. Na sua opinio, temos o que comemorar?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018