Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 23/02/2018

 
ALTERNATIVA
Tamanho do texto: A A A A
ALTERNATIVA
23/02/2018

Compartilhar:



Foto/Tony Oliveira


Uberaba esteve representada pelo deputado federal Marcos Montes e esposa, Marília, pelo presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel Machado Borges, e pelo diretor da associação, Rivaldo Machado Borges Jr, na solenidade de posse da deputada federal Tereza Cristina (DEM/MS) na presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária. MM é membro da FPA e presidiu o colegiado - considerado o mais forte e atuante do Congresso Nacional - na gestão 2015/2016. Ele e Marília são muito amigos da nova presidente - que Marília chama de ‘força feminina no agronegócio e no Parlamento’

 
Dia de terror
Quinta-feira de pânico e terror em Uberaba, com o sequestro da uberabense Carolina Prata Zago. Veja a que ponto chegou a violência na cidade. O bandido rendeu a vítima quando ela saía de consulta médica no Hospital Mário Palmério. Houve cerco policial nas proximidades da Havan e até perseguição com direito a tiroteio. No final da tarde, a Polícia levou a melhor, prendendo um dos bandidos e libertando a vítima. Claro que a Polícia merece os aplausos por sua atuação neste caso. Mas, não se pode perder de vista que é inadmissível continuarmos enfrentando tanta violência numa cidade do porte da nossa.
 
Nova tentativa
Se tem uma característica do prefeito Paulo Piau que admiro é a sua persistência. Ele não engoliu a derrota no caso da fábrica de amônia da Petrobras, muito menos o descompasso do gasoduto, e revelou à colunista que acionou a Fundação Getúlio Vargas para formatar um projeto similar para oferecer à iniciativa privada. Segundo Piau, há mercado interno para fertilizantes. Além disso, há empresas já prospectadas com interesse no negócio. Por isso, ele garante que vai tentar viabilizar uma fábrica de amônia para Uberaba até o final de seu mandato, em 2020. Sem Petrobras na jogada, nem interferência governamental ou política. Tomara que dê certo e não seja mais um sonho a se tornar pesadelo no futuro.
 
Mais um
Na mesma linha de projetos substitutivos aos iniciais, o prefeito tem participado de tratativas com a GasBrasiliano para incluir Uberaba na rota do gasoduto. Ontem Piau participou de mais uma rodada de negociações com diretores da empresa, em Ribeirão Preto, e voltou esperançoso. Segundo ele, em 3 anos o gasoduto da GasBrasiliano chegará a Orlândia, e de lá pra cá será ‘um pulo’. Vale lembrar que o gasoduto é muito mais importante do que fábrica de amônia, porque atrai dezenas de empresas para alavancar o desenvolvimento da região.
 
Compensação - ‘A Petrobras vai ter de dar uma compensação a Uberaba’ – insiste Piau. Segundo ele, apesar de todas as dificuldades enfrentadas pela petroleira, Uberaba não pode aceitar que todo o investimento feito pelo Município para receber a fábrica de amônia fique por isso mesmo.
 
Na pior -  O problema, no caso, será conseguir alguma compensação nessa altura do campeonato, pois a Petrobras está numa pindaíba danada e ainda enfrenta condenações judiciais em ações movidas nos Estados Unidos que poderão levá-la à bancarrota.
 
A caminho
Edital de licitação do cemitério-parque está prontinho para ser publicado a qualquer momento. Sob a batuta do procurador-geral do Município, Paulo Salge, um verdadeiro batalhão de procuradores foi convocado para estudar minuciosamente todos os detalhes da licitação e as respectivas legislações pertinentes, de modo a evitar contestações judiciais e outros entraves burocráticos. Uma ressalva, porém, já se sabe que o edital fará: se a área escolhida pelo prefeito Paulo Piau tomar ‘bomba’ no Ministério Público, outra área com as mesmas características será definida de imediato.
 
Do além
Essa novela do cemitério-parque ainda vai longe – pode apostar. Há tantos interesses em jogo e uma verdadeira guerra travada nos bastidores, que Piau já admite, em último caso, abandonar a ideia de licitar o campo santo e construir um cemitério com recursos dos cofres públicos, tal e qual os dois outros existentes na cidade. Seria um retrocesso, pois a tendência hoje é de entregar para a iniciativa privada tudo aquilo que não seja atribuição específica do Poder Público. No entanto, a PMU corre contra o tempo, uma vez que o Cemitério São João Batista está superlotado e o Candongas tem prazo definido em TAC para se mudar da Univerdecidade...
 
Passa boi, passa boiada
Moradores do residencial Nenê Gomes já não sabem a quem recorrer. No entorno do bairro existe um sítio, cujo proprietário insiste em soltar a boiada para ‘pastar’ na vizinhança. Antes eram dois ou três animais, agora passam de 20, que não apenas emporcalham as ruas, como destroem os jardins das casas. ‘Já tentamos a ajuda de todos os órgãos, polícia, postura, bombeiro, sem sucesso. A prefeitura, por sua vez, alega que o caminhão que poderia recolher esses animais está quebrado há anos’ – argumenta o morador Luiz Fernando Mayrink. Socorro!

Reforma do secretariado
É tido como certo que o jornalista Denis Silva deve optar pela presidência da Codiub, na reforma do secretariado municipal. Caso se confirme essa escolha, ficará disponível a Secretaria de Comunicação, para a qual há pelo menos três nomes cogitados.

 







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018