Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     
Voc� est� visitando a Edi��o do dia 19/09/2017

 
ALTERNATIVA
Tamanho do texto: A A A A
ALTERNATIVA
19/09/2017

Compartilhar:



Fraude? Armação?
Caiu como uma bomba a declaração em plenário feita na manhã dessa segunda-feira pelo presidente da Câmara, Luiz Dutra. Segundo ele, o advogado Alexandre Atheniense garantiu que não passa de uma "fraude" o diálogo que teria sido travado entre o secretário Antônio Oliveira e a moça que o denunciou ao Ministério Público. Segundo Luiz Dutra, Atheniense teria feito essa afirmação durante palestra no 1º Seminário de Vereadores do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, no fim de semana. Embora Dutra não tenha citado o nome de Antônio Oliveira no plenário, disse com todas as letras que o secretário foi “vítima de uma armação”, conforme Atheniense teria revelado na palestra. Ao final, o presidente da Câmara arrematou, alegando que essas declarações do advogado Alexandre Atheniense deixam o Legislativo “aliviado”.

Sigilo constrangedor
O processo contra o secretário Antônio Oliveira está protegido pelo segredo de Justiça, o que impede o acesso da imprensa aos autos. No entanto, pelo que a coluna apurou, o parecer jurídico elaborado pelo advogado Alexandre Atheniense conclui que é impossível garantir com certeza absoluta que as mensagens eletrônicas foram realmente trocadas entre a denunciante e o denunciado. Essa certeza só viria através de perícia no telefone da garota, mas, segundo consta, ela alega que o aparelho foi furtado. Especialista em Lei da Internet pela Universidade de Harvard, Atheniense teria afirmado no seu parecer que a reprodução de telas com captura de conversas pode perfeitamente ser alvo de simulação e fraude.

Sob suspeita
Pelo que correu durante o Seminário dos Vereadores em Araxá, Atheniense teria dito que a denunciante não soube sequer informar o número do celular do denunciado, durante depoimento ao Ministério Público. Além disso, ele teria afirmado que as reproduções das conversas anexadas à denúncia não contêm data e horário dos supostos diálogos. E mais: por se tratar de menor de idade, Atheniense acha pouco provável que ela tivesse a malícia de printar as mensagens. Com base nisso, o parecerista sustenta sua convicção quanto à fraude contida na denúncia.

Silêncio – O promotor de Justiça João Davina não foi localizado para confirmar os fatos. Nessa segunda-feira ele ouviria o secretário denunciado, mas perdeu um familiar fora de Uberaba e adiou o depoimento para outra data.

Fechado em copas – Por sua vez, o advogado Jacob Estevam, que defende Antônio Oliveira, confirmou a contratação do especialista Alexandre Atheniense para parecer técnico, e disse que esse parecer foi juntado aos autos ontem. Porém, por “lealdade processual”, não poderia revelar o conteúdo. Jacob Estevam revelou, também, que pediu a suspensão do sigilo em relação ao seu cliente, por entender que quanto mais as investigações avançam, mais evidente fica que tudo não passou de uma fraude.

Greve de novo!
Funcionários dos Correios cruzam os braços novamente hoje, a partir de 22h, em todo o país. Desde abril as negociações se arrastam entre os trabalhadores e a Empresa de Correios e Telégrafos. De acordo com o presidente de Sintect-Ura, Wolnei Cápolli, o que a categoria vivencia é a falta de concursos, sucateamento, retirada de benefícios e ameaça de privatização. O problema é que a população sofre fortemente o impacto da paralisação dos serviços pelos carteiros, já que boa parte dos cidadãos recebe suas contas via Correios. Chegando com atraso, as faturas acabam sendo pagas após o vencimento, com incidência juros e multa.

Na frente
Pesquisa publicada pelo jornal Hoje em Dia, de BH, mostra que o governador Fernando Pimentel lidera a corrida pela reeleição ao Palácio da Liberdade em 2018. Levantamento foi feito pelo instituto Quaest e mostra que Pimentel tem hoje 23% das intenções de voto, seguido pelo ex-prefeito da capital, Márcio Lacerda, do PSB, com 11%. O prefeito de Betim, Vitorio Medioli (PHS), tem 5%, e Vanessa Portugal, do PSTU, 4%. Dinis Pinheiro, do PSDB, aparece com 3%, enquanto o deputado federal Rodrigo Pacheco, do PMDB, ficou na lanterna, com 2%.

Desânimo do eleitor
A pesquisa publicada pelo jornal Hoje em Dia foi feita pela modalidade estimulada (com apresentação de nomes de virtuais candidatos). Sem sombra de dúvida, seu resultado reflete o desânimo ou a desilusão do eleitor mineiro com os prováveis candidatos ao governo do Estado. Para se ter uma ideia, 34% dos 2.200 entrevistados optaram pelo voto branco ou nulo. Outros 17% não souberam ou não quiseram revelar a intenção de voto, se é que têm alguma.

Crise?
Ainda que se diga que o Brasil acrescentou seis milhões de novos pobres nos últimos anos, nada justifica a multiplicação de flanelinhas nas imediações de hospitais, supermercados e, principalmente, do Mercado Municipal em Uberaba. Voltou com força impressionante aquela cena desagradável em que basta o cidadão estacionar o veículo para ser abordado por dois ou mais flanelinhas com proposta para vigiar o carro. São homens fortes, com cara de mau, e intimidam as pessoas, principalmente mulheres. Alô, Ronda Social!

Medo
Nada justifica avanço de sinal, mas em Uberaba tornou-se extremamente perigoso parar nos cruzamentos à espera do sinal verde, em especial de madrugada. Como o policiamento é insuficiente, os bandidos nadam de braçadas. Qual é a melhor solução para o cidadão de bem, nesse caso?
 







EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
A pouco mais de dois meses antes do fim do prazo, cerca de metade dos uberabenses ainda no fez o cadastramento biomtrico. Quem no realizar o procedimento ter o ttulo cancelado. Voc j fez o seu?





JM FORUM
Com a aproximao da Black Friday (24/11), muitas empresas esto divulgando descontos para atrair os consumidores. Como voc pretende aproveitar as oportunidades?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017