Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 07/02/2018

 
ALTERNATIVA
Tamanho do texto: A A A A
ALTERNATIVA
07/02/2018

Compartilhar:




Olha só que judiação! Prefeitura mandou cortar mais árvores, desta vez em frente à Escola Municipal Frei Eugênio. Será o Benedito que tinha tantas árvores doentes em Uberaba, para justificar a supressão em série por toda a cidade? E se estavam doentes, por que não tentaram recuperá-las antes de ceifá-las, de forma assim tão implacável? Pelo amor de Deus, tirem as motosserras das mãos do pessoal da Secretaria do Meio Ambiente 
 
Emprego em alta
Belo Horizonte, Betim e Uberlândia foram as cidades que tiveram os melhores saldos de empregos gerados pelas Micro e Pequenas Empresas (MPE) mineiras em 2017. É o que mostra o levantamento feito pelo Sebrae Minas, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego.

Boas oportunidades
Mais uma vez a vizinha Uberlândia se deu bem, e registrou saldo positivo de empregos gerados pelas Micro e Pequenas Empresas, no total de 1.248 vagas em 2017. Na região, outras cidades também se destacaram, como  Patos de Minas (934 vagas) e Iturama (866 vagas). Em outras regiões, destaque para Montes Claros (788 vagas), Varginha (773 vagas), Nova Lima (757 vagas), Paracatu (750 vagas) e Alfenas (693 vagas). Uberaba não aparece no ranking do Sebrae Minas.
 
Pequenos notáveis
No acumulado do ano, Minas Gerais teve o segundo melhor saldo de empregos gerados pelas MPE no país, 36.055 vagas, só perdendo para São Paulo. Esse fato evidencia a importância dos pequenos negócios para fazer a economia mineira girar.

Impacto – Se Uberaba não ficou entre as cidades com saldo positivo na geração de empregos pelas MEPs, também não fechou no vermelho o ano de 2017 nesse quesito. No ranking das cidades mineiras com pior desempenho estão Serra do Salitre (-433 vagas)  e Governador Valadares (-303 vagas). Nesses municípios a crise bateu mais forte.
 
Em alta – Sabe quais as ocupações que tiveram maior procura pelas MPEs no ano passado? Faxineiro, balconista, repositor de mercadorias e servente de obras. Já os pedreiros, gerentes administrativos e comerciais, supervisores e gerentes de lojas foram as atividades que registraram maior número de emissores no Estado.
 
Segunda etapa

Investimentos no Hospital Regional movimentam essa quarta e quinta-feira. Dentre os itens que serão comprados em processo semelhante a licitação estão elevador para pacientes com sobrepeso, eletrocardiógrafo digital, novas camas hospitalares, câmara mortuária e carro pantográfico. Processo de compra será conduzido pela Sociedade Educacional Uberabense (leia-se Uniube), gestora do HR. Segundo o secretário de Saúde, Iraci Neto, os recursos para esses investimentos já estão assegurados pelo governo federal, e chegam a R$ 1,5 milhão aproximadamente. Os investimentos fazem parte da estruturação do Hospital Regional para o processo de ampliação do atendimento ao público, na sua segunda etapa de funcionamento.
 
Dependurando chuteiras

Temendo o que pode vir numa eventual reforma da Previdência, a corrida ao INSS em Uberaba chama a atenção. Pedidos de aposentadoria estão batendo recordes!  Não é diferente com os servidores públicos municipais. No Porta-Voz de sexta-feira, por exemplo, foram publicados nada menos do que 14 atos de concessão de aposentadoria. E vem mais nas edições desta semana do jornal oficial.
 
Carnaval aqui
Na segunda-feira de carnaval, as lojas do Shopping Uberaba estarão abertas das 14h às 20h, mas na terça-feira não. Gastronomia e lazer funcionarão normalmente. Na Quarta-Feira de Cinzas, o Shopping Uberaba estará aberto a partir do meio-dia e happy hour ao som do Projeto ao Cubo, a partir das 18h, na Praça de Alimentação, com entrada gratuita e sem cobrança de couvert.
 
Manifestações

Agradeço imensamente aos leitores que têm se manifestado sobre a defesa da manutenção das árvores na nossa cidade, que esta coluna vem fazendo. Muitos têm enviado fotos (como as publicadas nesta coluna de hoje), comentários, indicações de outras árvores ameaçadas e vários pedidos de socorro. As críticas às recentes ações das motosserras da PMU são unânimes. Sempre que possível vamos publicar e acompanhar as próximas medidas que a Prefeitura vier a tomar, na tentativa de sensibilizar nossas autoridades para pararem com a derrubada insana de nossas árvores. Uberaba não merece essa devastação impiedosa! 
 
Mobilização

A propósito, já está passando de mão em mão abaixo assinado coletando assinaturas da população, com o objetivo de impedir a derrubada das árvores na Praça Rui Barbosa. Revitalização sim, supressão de árvores não. É isso aí.
 







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018