Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
FALA DEPUTADO
Tamanho do texto: A A A A
FALA DEPUTADO
29/01/2017
Marcos Montes Cordeiro

Compartilhar:



 “A Lava-Jato tomou um rumo tal, que independe hoje, de pessoas, lugares, datas, interesses; só depende da vontade popular...”


Sejam bem-vindos!. Abro a edição de hoje refletindo com vocês sobre a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki e a relatoria dos processos da operação Lava-Jato, tema que movimentou e continua movimentando as redes sociais e a imprensa brasileira – e até a imprensa internacional –, não apenas pelo impacto da morte prematura e pela importância do ministro para o mundo jurídico, mas também, e acima de tudo, por causa da sua relação com a Lava-Jato.

Obviedade. Lamento profundamente a morte de Teori Zavascki e reconheço que a seriedade e independência com que ele cuidava dos assuntos da Lava-Jato são exemplares. Entretanto, em nenhum momento tive dúvida quanto ao prosseguimento dos processos. Pelo contrário. Previ desde a morte do ministro, que nada e ninguém impediriam o andamento natural dos processos, inclusive com possibilidade de serem acelerados.

Irreversível. Reafirmo o que eu disse em várias oportunidades e sob circunstâncias as mais diversas: a Lava-Jato é intocável, é inabalável, é irreversível. A operação tomou um rumo tal, que independe hoje, de pessoas, lugares, datas, interesses, ou qualquer coisa que seja. A Lava-Jato está hoje atrelada a um único fator: à vontade popular. Enquanto a sociedade brasileira estiver defendendo as investigações, então não há que se falar em possibilidade de engavetamento.

Omissão. Por outro lado, admito que estou assustado, a exemplo de toda a população brasileira, com os acontecimentos envolvendo o sistema prisional do país. A superlotação, a precariedade física e moral são problemas graves, mas são apenas alguns entre tantos que vieram a público nas últimas semanas. Fica evidente que nada foi feito nos dois governos anteriores para que o sistema fosse melhorado.

Providências. A situação exige providências urgentes, que incluem, entre outros objetivos, implementar um Poder Judiciário mais ágil e diligente; a criação de penas alternativas para crimes de natureza leve; a construção de penitenciárias agrícolas onde os presos menos perigosos possam trabalhar e ajudar no sustento de suas famílias, e que, de quebra, fiquem afastados dos criminosos violentos.

Pressa. Com certeza, o sistema prisional será prioridade na Câmara dos Deputados, ganhando atenção especial já na semana de retorno às atividades normais.

HOMENAGEM. Imprensa de Uberaba teve livre acesso ao encontro entre o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o líder eleito da bancada do PSD, Marcos Montes, conforme flagrante de Marco Aurélio Ferreira Cury

Fim do recesso. E por falar no retorno pós-recesso parlamentar, eu não poderia deixar de lembrar que às 9h do dia 2 de fevereiro vamos iniciar a eleição para o preenchimento dos 11 cargos que compõem a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados: o presidente, dois vice-presidentes, quatro secretários e quatro suplentes.

Deferência. E aproveito para agradecer a deferência do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), em se deslocar até Uberaba, MG, para se reunir comigo e ouvir a decisão oficial da bancada do PSD sobre a disputa do principal cargo da Mesa Diretora. Com isso, ele me permitiu render homenagens a esta cidade tão importante para mim e à imprensa que tanto a orgulha e a enobrece.

Homenagem. Tenho o maior respeito pela imprensa brasileira e a considero, de um modo geral, o verdadeiro alicerce da nossa democracia. Mas quis, com a reunião do dia 24 de janeiro, terça-feira, envolver a imprensa de Uberaba diretamente no processo de escolha da presidência da Câmara dos Deputados.

Destaque. Independentemente do mérito da reunião, os veículos de comunicação e os jornalistas de Uberaba tiveram a oportunidade de participar deste momento da história. Além disso, é uma alegria ver Uberaba se destacar politicamente em nível nacional.


*Marcos Montes é deputado federal, vice-líder e líder eleito da bancada do Partido Social Democrático (PSD); presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA); fundador e presidente do PSD de Uberaba, cidade onde tem domicílio eleitoral e foi prefeito em duas gestões. Ele escreve esta coluna semanalmente

 







Boulevard Mall Edson Prata 2
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

Uai Tracker animado
ENQUETE
Uberaba est recebendo diversos eventos com atraes musicais e para muitos eles so motivo de descontentamento, por causa do alto volume. Qual a sua opinio sobre esses eventos?





JM FORUM
Voc acredita que o trabalhador tem o que comemorar nesse 1 de Maio?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017