Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 07/02/2018

 
ESPECIAL
Tamanho do texto: A A A A
ESPECIAL
07/02/2018

Compartilhar:


OUTRAS COLUNAS



 


Mude seus hábitos

A falta de tempo quase sempre é desculpa para postergarmos os cuidados com a nossa saúde e bem-estar. Porém, se arrumamos tempo para viajar, ir ao cinema ou ao clube, precisamos arrumar um espacinho no dia para nós mesmos e nos conscientizarmos de que um estilo de vida mais saudável exige mudança de hábitos e consciência sobre nossas ações do dia a dia. Adotando hábitos saudáveis, podemos manter a saúde física e mental, melhorar a autoestima, eliminar riscos de várias doenças e até aumentar nossa expectativa de vida. Acredite: nosso corpo reage de acordo com o tratamento que recebe. E para quem deseja viver mais e envelhecer com saúde, a hora de mudar os maus hábitos é esta.

 
Hábitos para uma vida saudável
 
 
   
  Perder peso não é difícil quando se leva a dieta a sério. Mas, para evitar o efeito sanfona, é preciso mudar de vez os hábitos alimentares e abandonar o sedentarismo. A nutricionista Márcia Zaidan dá dicas para quem está disposto a mudar de vida e a adotar uma alimentação mais saudável. Veja:
 
   

 

 

O que você pode fazer para viver melhor

Mudar de hábitos não significa apenas adotar uma alimentação adequada; exige outras posturas, que vão desde rotina de exercícios físicos à organização em casa e no trabalho. Veja o que você pode fazer por seu corpo e sua mente:

1. Mexa-se mais – Dê prioridade às escadas, pois isso tonifica os músculos da perna e garante melhor ritmo cardíaco. Incorpore a caminhada no seu dia. Lembre-se: o exercício ajuda a aumentar a energia e a controlar o peso e, também, reduz o estresse.

2. Coma menos – Nosso corpo não precisa de tantas calorias assim. Comer menos não sobrecarrega o seu sistema digestivo, além de melhorar o seu nível de energia. O lema é comer de tudo e em pouca quantidade.

3. Priorize um bom sono – Cada vez mais se fala na importância de se ter um sono de qualidade. O sono é essencial para a saúde mental, da pele, para combater infecções e evitar a obesidade.

4. Previna-se –
É importante a realização de check-ups todos os anos. Manter a rotina de consultar o médico e fazer exames de sangue e outros é importante.

5. Tenha seu tempo – Mais do que apenas sua saúde física, é necessário que você descanse sua mente. Escolha uma atividade que lhe dê prazer, como ouvir música, cuidar de plantas, sair com os amigos. Evite assumir mais compromissos do que é capaz de realizar no dia. Tenha consciência das suas limitações pessoais.

6. Relaxe – Procure observar seu nível de estresse para que ele não acabe com a sua saúde. O estresse pode causar úlceras, insuficiência cardíaca, contribuir para a hipertensão. Procure levar a vida com mais leveza e bom humor. Isso não só afetará o ambiente em sua volta, mas também beneficiará sua saúde.

7. Organize-se – Adote o hábito de guardar as coisas no mesmo lugar. Isso facilita para a hora em que precisar delas. A organização também reduz o estresse e a ansiedade, dando a qualquer um uma sensação maior de controle do próprio tempo.

8. Tenha atitude – Se o seu trabalho o deixa infeliz, procure outro, imediatamente. Tente eliminar da sua rotina tudo (ou o máximo possível) que lhe causa infelicidade, intranquilidade e aborrecimentos.

9. Seja positivo – Tente enxergar os fatos pelo melhor ângulo. Pessoas negativas tendem a sofrer mais e a somatizar os problemas, com reflexos negativos para o organismo. Reclame menos. Aceite com humildade e resignação o que você não pode mudar. Adote uma postura positiva diante da vida.

10. Exercite o cérebro – O hábito da leitura é fundamental para manter o bom funcionamento do cérebro por toda a vida. Desafie sua memória com palavras cruzadas, caça-palavras, etc. Trabalhe seus sentidos. Afinal, uma vida longa e saudável depende de um corpo inteiramente apto para exercer todas as suas funções.
 

 
 


Qualidade de vida sob a ótica da nutrologia

Embora seja recente, a nutrologia é a especialidade médica que estuda, pesquisa e avalia os benefícios e malefícios causados pela ingestão dos nutrientes, aplicando este conhecimento para a avaliação de nossas necessidades orgânicas, visando a manutenção da saúde e redução de risco de doenças, assim como o tratamento das manifestações de deficiência ou excesso.

O acompanhamento do estado nutricional do paciente e a compreensão da fisiopatologia das doenças diretamente relacionadas aos nutrientes permitem ao nutrólogo atuar no diagnóstico, prevenção e tratamento destas doenças, contribuindo na promoção de uma longevidade saudável. A nutróloga Danielle Mendes explica como é possível mudar seus hábitos e ter melhor qualidade de vida. 

JM – Sob a ótica da nutrologia, quais os hábitos alimentares que as pessoas devem mudar para ter uma vida saudável?  
 
DANIELLE MENDES – Basicamente buscar  comida de verdade e fugir de industrializados, além de ter uma rotina de exercícios, incluindo musculação (cada caso é um caso). Trocar os pães por ovos no café da manhã. Consumir aveia, linhaça, chia, quinoa ou amaranto  no lugar de sucrilhos e granolas. Trocar as quitandas da tarde por receitas funcionais com abacate, coco e castanhas. Trocar os sucos por frutas. Acrescentar o limão no dia a dia.  Não trocar o jantar por lanche, porque estará trocando vegetais, proteína e gordura boa por pães. Fugir de produtos light e diet. 

JM – Quais alimentos são proibidos nesse caso? 
DANIELLE MENDES – Doces, industrializados, farináceos, leite, óleos vegetais, como soja e canola, e adoçantes artificiais. 
 
JM – Por outro lado, quais os alimentos que devem ser introduzidos e que comumente não ingerimos?
DANIELLE MENDES – As gorduras boas são os alimentos de que mais as pessoas têm medo. Mas são fundamentais para a saúde, inclusive do coração. São elas: abacate, castanhas, coco, azeite, óleo de coco.  Trocar os adoçantes artificiais pelos naturais, como stevia e xilitol. Acrescentar os leites vegetais (coco e castanhas). Trocar os óleos vegetais por azeite, banha de porco e óleo de coco.

Coadjuvantes poderosos
 
“A acupuntura tira a fome e a ansiedade, que são as principais causas da ingestão excessiva de alimentos e consequente ganho de peso”, assegura o especialista Carlos Alberto Jacob. Segundo ele, não há contraindicação para a acupuntura e até grávidas podem se beneficiar dessa técnica milenar. “Associamos a acupuntura a uma dieta de baixa caloria e nunca usamos medicamentos”, ressalta.
 
Igualmente poderosos, os medicamentos naturais são fortes aliados de um estilo de vida saudável. A fitoterapia e a homeopatia utilizam métodos alternativos, criados para tratar doenças de diversas origens a partir de soluções naturais, ou seja, sem a utilização de técnicas farmacológicas ou elementos industrializados. No caso específico da homeopatia, acredita-se que é possível obter o equilíbrio das energias reguladoras da saúde. “O uso tanto da homeopatia quanto da fitoterapia permite que o organismo se sinta mais resistente”, revela Marcial de Oliveira, farmacêutico bioquímico e terapeuta holístico. Além disso, ele ressalta que essas terapias são capazes de fortalecer o organismo e prevenir diversos problemas, conferindo à pessoa um corpo saudável.
 






AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018