Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 14/12/2016

 
POLÍTICA
Tamanho do texto: A A A A
POLTICA
14/12/2016

Compartilhar:


OUTRAS COLUNAS



 Rodrigo Garcia/CMU

Samuel justifica que o dia 31 de outubro é uma data histórica mundialmente conhecida e de grande importância para o desenvolvimento da sociedade ocidental

A Câmara Municipal de Uberaba (CMU) aprecia hoje o Projeto de Lei 173/2016, que trata da Consolidação da Legislação Municipal do Calendário Popular e institui "Dia da Reforma Protestante e o Dia Nacional da Proclamação do Evangelho", a ser realizado anualmente no dia 31 de outubro.

O projeto é de autoria do vereador Samuel Pereira (PR). Ele justifica que o dia 31 de outubro é uma data histórica mundialmente conhecida e de grande importância para o desenvolvimento da sociedade ocidental. Neste dia, no ano de 1517, Martinho Lutero tornou públicas 95 teses, que entendia serem de grande importância para o fortalecimento da fé cristã em seu tempo. “Além da face religiosa do movimento, ele trouxe consigo o viés social de inclusão, especialmente dos menos favorecidos economicamente e que não pertenciam à nobreza; o viés educacional, onde se traduziu a Bíblia para a língua materna, possibilitando sua leitura e, mais ainda, se ensinou a população a ler, para que lessem as Escrituras Sagradas”, destacou Samuel.

O movimento encabeçado por Martinho Lutero, que ficou conhecido como a Reforma Protestante, aconteceu na Alemanha, no século XVI, e espalhou-se por toda a Europa. Chegou ao Brasil, em São Leopoldo (RS), com a imigração alemã, em 1824. De São Leopoldo, avançou Rio Grande do Sul adentro, chegando a Montenegro. No processo de colonização, integrou-se a outros povos que também colonizaram nossas terras, contribuindo para seu desenvolvimento.

Samuel diz ainda, na defesa do projeto, que a Proclamação Nacional do Evangelho está disciplinada pela Lei 13.246, de janeiro de 2016, com a finalidade de dar ampla divulgação à proclamação do Evangelho, sem qualquer discriminação de credo entre igrejas cristãs.







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018