Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 07/12/2016

 
POLÍTICA
Tamanho do texto: A A A A
POLTICA
07/12/2016

Compartilhar:


OUTRAS COLUNAS



 Rebatendo críticas do Sindemu (Sindicato dos Educadores do Município de Uberaba), Prefeitura reafirma a distribuição dos uniformes e dos kits escolares aos alunos da rede municipal. Nota oficial sobre o assunto foi distribuída ontem à imprensa.

O sindicato protocolou denúncia ao Ministério Público contra a Prefeitura por causa do atraso no pagamento das rescisões aos professores contratados demitidos e aposentados. Na representação, o órgão contestou a abertura de licitação para a compra de uniformes e kits escolares, enquanto a PMU anuncia dificuldade financeira para quitar os acertos e pagar os salários do funcionalismo sem parcelamento.

Em nota, a secretária municipal de Educação, Silvana Elias, descarta a possibilidade de cancelar a compra dos materiais em função do questionamento do sindicato. Ela ressalta que o pagamento dos servidores é uma prioridade, mas defende também que as famílias dos estudantes estão sofrendo por causa da situação econômica do país e não podem ser mais prejudicadas. “Em um município como Uberaba, que prioriza a educação, eu penso que preservar o pagamento dos educadores e o apoio às famílias neste momento é de fundamental relevância. Justamente agora, com o país em recessão, quando as famílias mais carentes precisam de apoio, é que o poder público deve estar presente e não vamos falhar com estes pais e alunos [...] Se aqui nós não tivéssemos kits, muitas crianças não estariam na escola”, continua a nota.

A secretária ainda manifesta que os uniformes e kits escolares não são adquiridos com recursos do Fundeb. Segundo ela, quase 100% dos recursos do Fundeb são aplicados na remuneração do professor, embora a obrigatoriedade seria aplicar 60% da verba do fundo nos salários. Além disso, Silvana declara que a aquisição do material é feita com recursos próprios da Prefeitura e decisão sobre a manutenção do benefício cabe ao Poder Executivo. “É preciso explicar que os uniformes não entram nos 25% destinados à educação. É uma decisão do governo municipal de ordem financeira, visto que é recurso próprio”, encerra a nota.







San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Aps publicao no Porta-Voz, obras da revitalizao do Calado devem sair do papel neste ms. A previso que sejam concludas em seis meses. Na sua opinio, a revitalizao fica pronta para impulsionar as compras de Natal?




JM FORUM
A partir desta tera-feira, dia 15 de maio, pr-candidatos de todo o pas podero iniciar suas campanhas de financiamento coletivo online, a vaquinha virtual. Voc acredita que a arrecadao ser suficiente para as campanhas?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018